Notícias

NomeDiscurso da Presidente da Junta
Data2012-07-24 00:00:00 +0100
Texto 1     Discurso da Presidente da Junta (3º aniversário da Vila de Arões * 2012)  

 

É com o maior prazer e orgulho, enquanto Presidente da Junta da Vila de Arões São Romão, que me dirijo a esta plateia para dar início à sessão evocativa do 3º aniversário da Vila de Arões São Romão. Justamente no dia 20 de julho de 2009 era aprovado na Assembleia da República o Projeto de Lei 513/ 2009, pelo qual se materializava uma longa aspiração dos aronenses. Antes, porém, de haver Vila há as pessoas. E as pessoas da minha freguesia fizeram dela (e a História prova-o) uma terra em movimento, progressiva, exigente, trabalhadora; uma terra onde a diversidade e a unidade forçam cada um de nós a procurar mais e melhor; uma terra onde o passado, o presente e o futuro se encontram bem ligados e comprometidos entre si! Tenho a grata missão de presidir a esta Junta desde 2009, herdando-a num período de grandes expectativas e depois de muitas conquistas feitas. Saúdo todos aqueles que trabalharam pelo progresso de Arões, tanto a nível público, como a nível empresarial, pessoal ou privado. Todos sabemos que a evolução de uma terra se faz com a entreajuda, o investimento e a coragem de muitos! Mas os tempos que vivemos hoje são diferentes. Há quem diga que Arões São Romão parou no tempo. Há quem critique alguma estagnação e se manifeste contra a falta de obras na freguesia. Não posso colocar-me à margem das críticas, nem fazer promessas irresponsáveis. No entanto, reconheço que Arões precisa de investimentos e estou certa de que eles chegarão muito em breve, dando corpo a esta aspiração de fazer crescer esta terra e este concelho de Fafe, no qual estamos inseridos! Nesta sala estão representadas todas as associações da nossa terra. É com elas, também, que espero ver renascido o espírito desta Vila. O seu trabalho é meritório e eu aplaudo-o. No futuro, teremos de continuar a contar com elas, porque Arões não é a Junta, ou não é apenas a Junta. Arões somos todos nós, todos nós que nela vivemos, trabalhamos, aprendemos, nascemos, crescemos e morremos. Arões são também aqueles que emigraram e voltaram, aqueles que mesmo no estrangeiro pertencem de coração a esta terra! Como prova desse mérito, teremos esta sessão, onde Arões estará no centro das atenções. Convido todos a viajar no tempo e a dar o seu melhor por esta terra, que ela bem merece!   Cláudia Castro   Arões São Romão, aos 20 de julho de 2012
Powered by: TextoVirtual.com